07 NOV 2018

D. António Augusto: encontrar modalidades locais para que o espírito do Sínodo permaneça

O bispo auxiliar do Porto e Presidente da Comissão Episcopal para as Vocações e Ministérios em Portugal reflete sobre a XV Assembleia do Sínodo dos Bispos na qual participou.

Rui Saraiva – Porto

D. António Augusto Azevedo, bispo auxiliar do Porto e Presidente da Comissão Episcopal para as Vocações e Ministérios esteve na XV Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos. Juntamente com D. Joaquim Mendes, bispo auxiliar de Lisboa e Presidente da Comissão Episcopal do Laicado e Família, D. António Augusto representou a Igreja Católica em Portugal e viveu intensamente o Sínodo sobre os jovens, a fé e o discernimento vocacional, pela primeira vez como padre sinodal.


Em entrevista faz uma leitura do andamento dos trabalhos e das conclusões deste grande acontecimento eclesial ocorrido no passado mês de outubro no Vaticano.

Compartilhe esta publicação
Nossas redes sociais
Top